SOBRE

Meu nome é Pedro Paiva, desde 2011 tenho publicado jogos sob o selo Arcaica no extinto blog homônimo. A princípio, a motivação da Arcaica seria "uma busca por algo que estava sendo negligenciado no videogame atual", uma espécie de arqueologia do videogame. Mais recentemente, essa busca se expandiu para outras preocupações, e a Arcaica se tornou obsoleta para o objetivo de abarcar toda a minha produção em videogame (com "produção em videogame" não falo só dos jogos, mas também textos, vídeos e outros objetos que tenham relação com a cultura do videogame). Por isso, estou inaugurando o presente blog: uma proposta mais ampla, dissociada de qualquer ideia de "selo" (embora a Arcaica possa retornar como um selo em projetos adequados, não será a centralidade deste espaço).

Meus objetivos com este blog incluem: manter uma produção textual mais consistente, explorando os vários assuntos acerca do videogame que ocupam os meus pensamentos; publicar jogos, animações, discos e qualquer outra produção audiovisual que tenha o meu envolvimento e que seja coerente com a ideia geral do blog; promover uma apropriação mais socio-política da cultura do videogame, por criadores e jogadores, da maneira que estiver ao meu alcance. Dos pontos que nortearão (e já norteiam) os rumos da minha produção, declaro algumas recusas: a arte e o indie. Não respondo por "artista" ou "indie". E algumas inspirações: anarquismo, scratchware, trainwreck e o levante queer na cultura do videogame. Pretendo explorar esses assuntos ao longo desse novo percurso, mas fiquem à vontade para fazer perguntas curiosas.

Pedro Paiva
dezembro de 2013

6 comentários:

  1. Legal que retornou com os textos, Pedro. Pensei que você tivesse se afastado em definitivo.

    Por sorte não perdi o hábito de acessar o (antigo) blog vez ou outra, do contrário nem ficaria sabendo.

    Desejo força pros teus projetos e que você retorne também com as demais "vertentes".

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá Pedro! Parabéns pelo site. Aproveito para sugerir como leitura um artigo que escrevi e publiquei http://www.eludamos.org/index.php/eludamos/article/view/vol5no1-5/html5
    Acho que aborda alguns dos tópicos que você visa, ainda que sob outro prisma.

    ResponderExcluir
  3. Pedro.Vc tem uma interessante visão do assunto.A exemplo da sua tradução do texto sobre o cenario indie de jogos queer o assunto é um tesão.Vc pensa em adaptar seus jogos para celular?
    É possível conseguir um contato seu para conversarmos melhor?

    ResponderExcluir
  4. Olá, Pedro, como vai? Recentemente publiquei uma HQ baseada na obra do William Burroughs. A ideia dessa HQ veio como um jogo de videogame em minha cabeça. Por isso acho que ela poderia ser usada facilmente como roteiro de um jogo. Gostaria de saber se você desenvolve games em parceria. Sou ilustrador e quadrinista. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá Pedro. Conheci seu trabalho recentemente e imediatamente o categorizei dentro do gênero "por que não descobri isso antes?". Incluso aí estão os jogos que você disponibiliza aqui, mas por um outro motivo: os links estão quebrados (tivesse chegado antes, os links estariam aí).

    De qualquer forma estou já brincando no seu itch.io. Obrigado por tudo o que faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário! A maioria dos links estão quebrados porque o Dropbox mudou sua política de compartilhamento... por isso estou migrando aos poucos para o Itchio. O processo é lento pois estou portando todos para rodar offline e full screen, mas um dia o conteúdo estará todo lá.

      A propósito: acompanho o canal de vocês e considero um dos melhores conteúdos do segmento (incluindo aí os canais internacionais). Parabéns!

      Excluir